Como preparar seu time para a volta ao trabalho presencial

imagem de pessoas em um escritório utilizando máscaras

A chegada da pandemia afetou diversos aspectos na vida pessoal e profissional da população. O trabalho remoto foi uma das soluções mais urgentes para evitar o contágio do vírus e proteger a saúde dos colaboradores.

Após mais de um ano em isolamento social, as empresas começam a considerar a possibilidade da volta ao trabalho presencial. Logo, surge o dilema: como fazer isso de forma segura?

Se esse é o caso da sua empresa, então vem com a gente! 

Confira os principais pontos que abordaremos neste conteúdo:

Vamos começar?

controle jornada home office

Tecnologia nos negócios

Já parou para pensar o que seria de nós sem a tecnologia nos dias de hoje? 

E, principalmente, o que seriam das empresas no contexto de pandemia? Isso porque, graças aos novos recursos digitais, as pessoas (e os negócios) puderam manter um nível de normalidade no dia a dia durante o isolamento social.

A tecnologia viabilizou o trabalho a distância e garantiu a continuidade das atividades, contribuindo para que as empresas continuassem produzindo.

Os negócios, que faziam pouco ou nenhum uso de recursos tecnológicos, precisaram adaptar seu modelo de gestão, com o objetivo de conseguir passar pela crise com o menor impacto negativo possível. 

Com isso, alguns modelos de trabalho, como o híbrido e home office (conhecido também como remoto), conquistaram um grande número de adeptos devido às suas grandes vantagens.

Trabalho presencial x home office

O trabalho home office, que era considerado um privilégio para poucos cargos e empresas, precisou ser implementado por uma boa parcela dos negócios, para passar pelo período restritivo da pandemia.

O trabalho em casa apresenta algumas vantagens e desvantagens quando comparado ao modelo presencial. Nesse caso, cabe a cada empresa avaliar qual deles mais se adequa ao seu modelo de negócio.

Alguns pontos positivos que podemos pontuar sobre o home office são:

  • Redução de custos: para o colaborador, o trabalho remoto possibilita a economia  de gastos em deslocamento e consumo fora de casa. Já para a empresa, há uma grande redução nos custos fixos de se manter um escritório presencial, como a conta de luz, água e internet, por exemplo. 
  • Mais autonomia: o home office permite maior flexibilidade e liberdade para que o colaborador organize seu tempo de trabalho, o que, consequentemente, pode aumentar o senso de responsabilidade e comprometimento com suas tarefas.
  • Qualidade de vida: com o tempo economizado no deslocamento de casa até o trabalho, o colaborador consegue manter um maior equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional, garantindo mais tempo para a prática de esportes, lazer, estudos e descanso.
  • Contratação de pessoas: muitas empresas usam o home office como uma vantagem em seu pacote de benefícios para atrair novos talentos e reter os colaboradores antigos. Além disso, o trabalho remoto possibilita que haja a contratação de pessoas em qualquer lugar do mundo, ampliando as opções de pessoas aptas para um determinado cargo. 

Mas, assim como todo modelo de trabalho, o home office também possui suas dificuldades, como:

  • Foco: alguns colaboradores podem apresentar dificuldades para manter a produtividade ao trabalhar no ambiente de casa. Por isso, para obter um melhor desempenho, é essencial criar um planejamento de tarefas e manter uma rotina consistente.
  • Privacidade: quando o escritório é a sua própria casa, os ambientes profissional e pessoal inevitavelmente se misturam, o que pode causar desconforto para  algumas pessoas. Em vista disso, é aconselhável reservar um local tranquilo para evitar interferências externas.
  • Comunicação: pode ser difícil estabelecer confiança, desenvolver relacionamentos com colegas de trabalho e resolver problemas quando não existe uma conexão presencial diária. Para que não haja ruídos na comunicação, é importante estabelecer reuniões de alinhamento regulares e apostar em ferramentas específicas de comunicação interna.

Trabalho híbrido é tendência para os próximos meses

Já pensou se fosse possível juntar o melhor do trabalho remoto e home office? O modelo híbrido, que se caracteriza pelo revezamento entre o trabalho presencial e remoto, tem se destacado cada vez mais e já é a grande aposta de especialistas para o cenário pós pandemia. 

Apesar de a vacina já ser uma realidade, o futuro do trabalho ainda é incerto, mas não imprevisível. Segundo um recente estudo divulgado pelo UOL, a tendência é que a adoção do trabalho remoto cresça 30% no Brasil após a pandemia. O grande benefício deste modelo é que os colaboradores possuem a flexibilidade de escolher entre realizar suas atividades em casa ou na empresa.

Como sair do home office para a volta ao trabalho presencial

Os cuidados e orientações dos órgãos competentes são o ponto-chave para a volta ao trabalho presencial. A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou, em março de 2020, um guia para funcionários e empregadores, com dicas para evitar o contágio no ambiente de trabalho. 

Confira os pontos principais:

  1. Certifique-se de que o local de trabalho seja desinfetado regularmente e disponibilize  máscaras e álcool em gel para os colaboradores;
  2. Mantenha uma comunicação ativa e consistente com a equipe para alinhar objetivos e expectativas;
  3. Garanta o distanciamento entre os postos de trabalho para evitar o contato entre os colaboradores;
  4. Mantenha, em casa, os colaboradores que apresentarem sintomas, mesmo que não haja confirmação do diagnóstico.

Se a sua empresa ainda não dispõe de toda estrutura necessária para a volta ao trabalho presencial, o empréstimo empresarial pode ser uma boa solução. Assim, você consegue o capital necessário para investir em reformas e compra de material de proteção para Covid-19, garantindo a segurança no retorno de todos os seus colaboradores. 

Este artigo foi escrito pela BizCapital, fintech brasileira de empréstimo online para micro e pequenas empresas. Precisa de crédito para crescer seu negócio ou uma conta PJ para sua empresa sem custos? Então, pede Biz!

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima