Saiba quais são as principais tendências de rh para 2022!

imagem de blocos de madeira com números 222 e uma lâmpada acesa no meio deles

Quais são as tendências de RH para 2022? O que o time de gestão de pessoal precisa fazer para estar alinhado com as novas práticas do mercado? 

Com a pandemia, diversas funções do setor de Recursos Humanos passaram por transformações, os gestores precisaram se adaptar rapidamente a uma nova realidade e, ao mesmo tempo, ajudar os colaboradores durante todo esse processo de mudanças. 

Quais foram as alterações mais impactantes para o RH? Quais são as previsões de 2022 para o setor? Por que o uso da tecnologia é importante na criação de um RH estratégico? Confira as respostas dessas e outras perguntas neste artigo!

Boa leitura!

controle de jornada digital e gestao de pessoas

RH 2020 e 2021: como a pandemia mudou o setor?

O início da pandemia da COVID-19 no ano de 2020, trouxe diversas mudanças para o funcionamento interno das empresas, inclusive para o setor de RH (Recursos Humanos). Isso aconteceu, porque o governo instituiu medidas de restrições sociais a fim de evitar a propagação do vírus. 

Inicialmente, a expectativa era de que as alterações fossem apenas temporárias. No entanto, a duração da pandemia se estendeu até 2021, aumentando o período de duração das estratégias adotadas e ampliando a visão sobre a forma de lidar com os processos organizacionais, tanto por parte do time de gestão como dos colaboradores. 

Confira 3 mudanças no RH impulsionadas pelo surgimento do coronavírus no cenário mundial. 

Aceleração da transformação nas empresas

imagem de uma pessoa segurando um celular com desenhos de mensagem em cima

De acordo com uma pesquisa da Samba Digital, divulgada com exclusividade pela Forbes, 76,2% das empresas no Brasil “estão desenvolvendo ou já implementaram uma estratégia de digitalização”, e somente 1,9% das organizações não possuem nenhum planejamento para aderir à transformação digital

Em complemento, segundo relata o fundador da SambaTech, Gustavo Caetano, até o ano de 2019, digitalizar os processos empresariais era um luxo, mas, atualmente, é uma necessidade para incentivar o crescimento de um empreendimento. 

Esses dados revelam a aceleração da transformação digital que aconteceu nas organizações nos períodos de 2020 e 2021. Com o objetivo de cumprir as regras do distanciamento social foi fundamental investir em soluções tecnológicas para administrar as atividades organizacionais. 

Processos à distância

Outra grande mudança no modo de trabalho do RH proporcionada pela COVID-19 foi o trabalho remoto. Nos últimos tempos, o setor enfrentou o desafio de gerenciar os colaboradores à distância, procurando novos métodos de verificar o desempenho e garantir a boa produtividade durante o home office. 

Nesse sentido, enquanto os próprios funcionários de Recursos Humanos aprendiam a trabalhar com novas ferramentas digitais, precisavam elaborar planos com o intuito de assegurar que profissionais de outros setores recebessem o treinamento adequado. 

Também, os processos de recrutamento e seleção funcionaram remotamente. Com isso, etapas que rotineiramente presenciais foram adaptadas para o ambiente online, por exemplo:

Foco no público interno

No período de pandemia, as empresas aumentaram a preocupação com o bem-estar dos colaboradores, principalmente, a saúde psicológica.  

Afinal, infelizmente, muitos perderam amigos e familiares para a covid-19 e, em alguns casos, foram várias perdas em curto espaço de tempo. Por isso, necessitam de apoio e compreensão por parte dos gestores para lidar com o processo de luto e, ao mesmo tempo, executar suas atividades laborais. 

Além disso, o isolamento social desencadeou muitas emoções negativas entre os trabalhadores, aumentando a probabilidade de sofrerem com doenças emocionais, como a depressão e a ansiedade. 

De acordo com uma pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), durante o período da pandemia 80% da população brasileira ficou mais ansiosa, 68% desenvolveu sintomas depressivos, 65% demonstrou sentimentos de raiva, e 50% dos participantes disseram ter alterações no sono. 

Sendo assim, muitas organizações adotaram ações visando melhorar o Employee Experience com o intuito de melhorar o relacionamento entre empresa e colaborador, diminuindo as chances do funcionário desenvolver um burnout ou migrar para outra companhia. 

E para o ano de 2022, quais são as previsões? Confira as principais tendências para o futuro do RH. 

Tendências para 2022

O futuro acerca do andamento da COVID-19 ainda é incerto, talvez, haja melhoras devido ao aumento das vacinações, mas, ao mesmo tempo, o surgimento de novas variantes coloca essa perspectiva em risco. 

No entanto, algumas características de trabalho iniciadas nos 2 anos anteriores devem permanecer para o próximo ano. Veja 5 tendências de RH para 2022. 

Flexibilidade

Entre os aprendizados proporcionados pela pandemia, encontra-se a experiência positiva de permitir que os colaboradores tenham mais flexibilidade para escolher o seu próprio horário de trabalho

Dessa forma, o profissional pode cumprir a carga horária nos momentos do dia em que apresenta mais disposição e concentração e, consequentemente, maior produtividade. 

Em vista disso, a tendência para 2022 é que os funcionários tenham mais autonomia e liberdade, não sendo obrigados a executar suas atividades no período comercial. 

Afinal, cumprir as horas de trabalho de modo tradicional não traz garantias de bons resultados. Por isso, o modo de avaliação dos trabalhadores está mudando, os gestores estão se concentrando na produtividade, verificando tanto a quantidade de entregas como a qualidade dos materiais. 

Diversos modelos de trabalho

imagem de uma mulher sentada em um sofá na frente de um computador e escrevendo em um bloco

Com a adoção do trabalho remoto no período da pandemia, muitos trabalhadores tiveram a oportunidade de experimentar a realidade do serviço à distância e descobriram que preferem essa modalidade. 

De acordo com uma pesquisa  do SurveyMonkey em parceria com o Zoom, 65% dos participantes disseram que a melhor opção de regime de trabalho “seria uma mistura entre trabalhar em casa e no escritório”, 15% demonstraram preferência pelo home office e 20% escolheram o serviço prestado apenas presencialmente.  

Sendo assim, é possível notar que para garantir bons índices de satisfação dos colaboradores e, consequentemente, uma boa produtividade, a tendência é que os seguintes modelos de trabalho estejam presentes para 2022:

  • Home office: nesse sistema, as atividades são executadas de forma 100% remota. A vantagem é que o time de RH consegue contratar talentos de qualquer lugar do mundo, garantindo os profissionais mais bem qualificados para o quadro de funcionários;
  • Trabalho híbrido: nessa modalidade, uma parte do serviço é prestada remotamente mas, ocasionalmente, o trabalhador precisa se dirigir à sede da empresa. Nesse caso, o RH vai necessitar organizar de forma estratégica as escalas presenciais a fim de evitar choques de horário e outras complicações;
  • Retorno ao presencial com mais flexibilidade: mesmo no retorno ao trabalho presencial, a expectativa é que isso ocorra gradualmente, oferecendo aos funcionários um período de adaptação. 

Mudanças na lei trabalhista

A pandemia da COVID-19 alterou o sistema de trabalho, por isso, o governo instituiu medidas provisórias com o objetivo de ajudar tanto as empresas como os trabalhadores a conseguirem superar as dificuldades desse período causadas pela doença, mas que acabaram em 2021. 

Confira as principais mudanças na lei que o RH precisa conhecer para o ano de 2022: 

  • Marco regulatório trabalhista infralegal: foi consolidado em novembro de 2021, por meio da publicação do Decreto 10.854/21, abordando normas sobre vários assuntos trabalhistas. Entre esses, é possível destacar o ponto eletrônico e Livro de Inspeção do Trabalho Eletrônico (eLIT);
  • Fim das MPS: a partir de agosto de 2021, as Medidas Provisórias 1045 e 1046 chegaram ao fim. Com isso, as empresas precisam se organizar para retornar ao “normal”, isso significa que não existirá mais redução proporcional de salário e jornada, implementação da rotina de trabalho remoto por determinação do empregador, entre outras questões.

Benefícios flexíveis

Outra tendência para o ano de 2022 são os benefícios flexíveis, ou seja, dar ao funcionário a oportunidade de personalizar o seu pacote de ofertas de acordo com suas necessidades e estilo de vida. 

Nesse sentido, 2 benefícios ganham destaque no próximo ano:

  • Auxílio terapia: com a pandemia, as empresas aumentaram a preocupação com a saúde mental dos colaboradores. Além disso, conforme citado anteriormente, houve aumento no número de casos de ansiedade e depressão, por isso, os próprios trabalhadores estão escolhendo empresas que lhes proporcionem a chance de terapia;  
  • Cartões corporativos flex: a ideia é favorecer a flexibilidade, para que o funcionário use o cartão da forma que desejar. Entre as categorias normalmente incluídas podemos citar: refeição, alimentação, educação, mobilidade, entretenimento.

Uso de tecnologias no dia a dia do setor

A transformação digital modificou o modo do RH realizar as suas atribuições. Dentre os processos em que a tecnologia, provavelmente, continuará a fazer parte no dia a dia, estão incluídos: 

  • Recrutamento online: o recrutamento remoto proporciona mais agilidade para o processo de seleção, otimizando o tempo dos recrutadores e dos candidatos;
  • Controle de ponto online: a tendência é a implementação de softwares que façam o registro de ponto, armazenando as informações na nuvem. Desse modo, diminui o risco de extravios e facilita a consulta de horas cadastradas para o setor de RH;
  • Ferramentas de avaliação de desempenho: essas ferramentas digitais auxiliam na avaliação constante dos colaboradores. Assim, a gestão consegue identificar as dificuldades dos profissionais e criar estratégias para melhorar os resultados.

RH como setor estratégico para o negócio

A pandemia da COVID-19 foi um acontecimento inesperado que atingiu o mundo inteiro. Portanto, as empresas precisaram se adaptar às pressas a uma nova realidade. Nesse sentido, o apoio do RH em relação à gestão dos colaboradores foi essencial para as organizações manterem o funcionamento. 

O setor de Recursos Humanos assumiu um papel estratégico para o negócio, sendo o  responsável por elaborar táticas para manter a motivação e engajamento dos profissionais mesmo diante de novos desafios e auxiliando na tomada de decisões assertivas quanto à otimização de processos. 

Porém, a tendência é que a equipe de RH continue sendo uma parte estratégica da empresa. Com esse objetivo, é útil implementar recursos tecnológicos que facilitem as atividades profissionais tanto da gestão como dos colaboradores em geral. 

Pensando nisso, descubra as vantagens que o PontoTel proporciona para o seu RH. 

Saiba como o PontoTel pode ajudar o seu RH em 2022

Veja 3 benefícios que o PontoTel promove para área de Recursos Humanos. 

Controle de ponto móvel

Em primeiro lugar, a plataforma de registro e controle de ponto online auxilia na implementação da jornada híbrida ou 100% remota

Com a ajuda do software, o RH não precisa ficar preocupado com erros ou até mesmo fraudes dos trabalhadores que estão em home office, já que o sistema possui medidas de segurança para evitar que isso ocorra. 

Além disso, o PontoTel, também pode ser utilizado para a gestão de ponto no regime presencial. Desse modo, independente da modalidade de trabalho, os gestores de RH conseguem usar uma única forma de controle para toda a empresa. 

Tecnologia de ponta

Outra vantagem do uso  do PontoTel pelo setor de Recursos Humanos, é que o software vai ajudar no melhor gerenciamento das informações. O sistema tem uma interface amigável, que facilita na melhor organização dos dados e fluidez de processos. 

Além disso, a plataforma de controle de ponto é uma tecnologia robusta, integrando várias funcionalidades em um único aplicativo, por exemplo, o sistema permite o reconhecimento facial e ponto biométrico. 

Relatórios e dados

Os profissionais de RH precisam lidar com diferentes informações relativas à marcação de ponto a fim de assegurar que os profissionais estejam cumprindo o acordo que estabeleceram com a empresa. 

Ao mesmo tempo, é importante providenciar que os direitos dos colaboradores fiquem garantidos, como pagamento de horas extras e adicional noturno.

No entanto, gerenciar todos esses dados de forma manual é algo que exige muito tempo e está sujeito a erros devido à distração ou qualquer outra falha humana. Por isso, é fundamental investir em tecnologias que facilitem esse serviço para garantir um RH estratégico em 2022. 

Nesse caso, o PontoTel facilita a execução dessas tarefas, visto que a aplicação pode:

  • Emitir relatórios;
  • Montar dashboards;
  • Enviar avisos aos gestores;
  • Entre outros recursos. 
controle de ponto pontotel

Conclusão

A pandemia da COVID-19 alterou o modo de operação interno das organizações. Inicialmente, o pensamento era de que as mudanças seriam apenas temporárias. 

No entanto, a experiência contribuiu para a formação de novos insights para os times de gestão e transformou as expectativas dos trabalhadores, principalmente, quanto às jornadas, trazendo a possibilidade da modalidade híbrida ou home office.

Assim, as tendências de RH para o ano de 2022, incluem medidas mais flexíveis em relação ao regime de trabalho e cumprimento de carga horária. Além disso, vale ressaltar que o uso da tecnologia se tornou indispensável para manutenção do RH estratégico, sendo importante buscar soluções digitais para otimizar os processos. 

Com isso em mente, que tal conhecer melhor o PontoTel? Garanta um bom controle e gestão de pontos no seu RH!

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima