Ponto Eletrônico Biométrico: Como funciona, tipos e suas vantagens

imagem de um leitor biométrico

O ponto eletrônico biométrico é um aparelho muito comum, encontrado em diversas empresas que realizam o controle de jornada dos funcionários. 

Ele surgiu como uma alternativa aos antigos relógios de ponto eletrônico que captavam o ponto apenas por cartão ou senha, e foi visto como uma revolução do controle de ponto

Nesse texto vamos descobrir o motivo para isso. O que será que o ponto biométrico tem de vantajoso? O que não é tão interessante? E o mais importante de tudo, é um meio seguro para controlar a jornada de trabalho?

Não se preocupe, responderemos todas essas questões ao longo deste artigo. Para começar, vamos listar os principais tópicos que abordaremos nesse texto. 

Banner PontoTel Controle de ponto

Biometria no controle de ponto

A segurança no controle de jornada dos funcionários sempre foi algo prioritário para as empresas. Por isso, surgiu o ponto eletrônico, para evitar as fraudes que poderiam acontecer no controle de ponto manual. 

A primeira tecnologia ligada ao relógio de ponto surgiu com os cartões, daí que surgiu a famosa expressão “bater cartão”. Mas, ainda assim o método não se mostrava muito seguro, foi então que a tecnologia avançou mais um pouco, integrando o reconhecimento por biometria. 

Quando falamos sobre biometria logo pensamos naquelas marquinhas que temos nas pontas dos dedos, que ficam marcadas em todos os lugares que tocamos. 

Sim, a biometria mais famosa é a dos nossos dedos, tanto que a usamos para identificação em diversos documentos. Mas, você conhece o conceito geral de biometria? 

Vamos entender melhor.

O que é biometria?

imagem de um homem com a impressão digital suja de tinta

A biometria é um método que permite a identificação através de características físicas. 

Como assim características físicas?

Calma, não são essas características físicas que você pensou. Afinal, não faria muito sentido usar o cabelo de uma pessoa como base de identificação, já que tudo se perderia se ela trocasse a cor do cabelo. 

A biometria é a medição biológica de características do ser humano, e a cada dia está mais presente na nossa vida. Hoje em dia até o celular conseguimos desbloquear com o nosso toque. 

É como se não precisássemos mais de senhas, e o nosso corpo fosse a própria senha composta por nossas características físicas, como: retina, geometria da mão, íris e, a mais famosa impressão digital. 

Com todos esses meios, a biometria tem sido uma grande aliada da tecnologia. Hoje em dia, podemos usá-la para abrir portas, sacar dinheiro no banco e, até mesmo, para bater ponto no trabalho.

É isso mesmo, como vimos acima, o relógio de ponto com biometria é uma das formas de controle  de jornada. 

Você sabe como ele funciona? Vamos ver. 

Como funciona o relógio de ponto eletrônico biométrico

Sobre a funcionalidade do relógio de ponto biométrico, o processo de leitura biométrica é bem simples e, geralmente, usa-se a impressão digital.

Ao chegar na empresa, o funcionário posiciona seu dedo cadastrado, e o equipamento faz o scanner de sua digital para registrar o ponto. Vamos explicar melhor como funciona a técnica mais para frente. 

Mas antes, é importante lembrar que não é somente a digital que pode servir como meio de identificação. A identificação biométrica ainda pode se utilizar de outras características físicas, vamos ver quais são. 

Tipos de autenticação biométricas

Impressão digital

A impressão digital é a nossa senha mais utilizada, e a maioria dos relógios de ponto biométrico usam esse tipo de autenticação. 

Ele funciona da seguinte forma: quando o funcionário posiciona seu dedo no leitor biométrico óptico, ele faz a leitura do desenho da digital, e a compara com a registrada no banco de dados.

É isso o que permite a identificação. A nossa digital é única, ou seja, ninguém tem o mesmo formato de impressão digital.  

Reconhecimento facial

imagem de uma mulher com o celular posicionado para uma selfie

Você deve estar pensando que nunca viu um sistema de ponto com biometria facial. 

Mas é assim que funciona o sistema da PontoTel.

Para fazer o reconhecimento facial, juntam-se todas as características do rosto, os nossos traços.

O melhor é que você não precisa de um aparelho específico para isso, podendo usar o seu celular ou um tablet. Basta posicionar-se em frente ao aparelho e registrar a sua imagem. 

Assim que a sua imagem é registrada, o software faz o mesmo processo do leitor de digital, ele recolhe a sua imagem e a compara com as já gravadas no banco. 

Registro vocal

imagem de uma mulher em sua mesa de trabalho mandando um audio pelo celuilar

O registro por voz também é uma realidade no controle de ponto eletrônico online. Ele consiste na análise da voz da pessoa, como os seus sinais agudos.

E claro, se nós podemos usar nossa voz para perguntar ao nosso smartphone como está o tempo, ou acender uma luz, com certeza conseguimos usá-la para bater ponto. 

Entretanto, esse é um dos métodos biométricos pouco utilizados, pois não são todos os sistemas que possuem esse método de registro de ponto. O PontoTel oferece essa funcionalidade.

Esses foram os três principais meios que podemos utilizar no registro de ponto por biometria. Agora, chegamos em um dos pontos mais importantes sobre o tema: as vantagens de desvantagens do ponto eletrônico biométrico.

Vantagens e Desvantagens do ponto eletrônico biométrico

O ponto eletrônico biométrico surgiu da necessidade de melhorar a segurança e usabilidade do relógio de ponto.

Antes de surgir o leitor biométrico, a maioria dos registradores eletrônicos de ponto utilizavam o famoso cartão de ponto. Todos que trabalham no RH entendem perfeitamente o problema que ele trazia: a perda dos cartões de ponto.

Outra reclamação constante do cartão de ponto, era sua falta de segurança. Ele poderia ser passado para outro colaborador, e assim qualquer um poderia bater o ponto.  É então que nós entramos nas vantagens do ponto eletrônico biométrico. 

Vantagens 

Sem a necessidade do uso de cartões, com o ponto eletrônico biométrico existe uma maior prevenção de fraudes. 

Como vimos, cada pessoa possui uma digital única, então para registrar o ponto o colaborador precisa apenas ir até o relógio e posicionar o seu dedo no leitor biométrico.

Com a implantação de um ponto biométrico, também acabam os problemas com a perda de cartões e a necessidade de reposição. Isso propõe à empresa uma redução de custos com os cartões magnéticos. 

Essas são as principais vantagens da adoção desse ponto, mas claro que na hora de fazer uma escolha, as desvantagens precisam ser analisadas também. 

Desvantagens 

As principais desvantagens relacionadas ao relógio de ponto estão, sem dúvidas, nos gastos envolvendo o aparelho físico, sua manutenção e, ainda, adequação frente às normas impostas pela portaria 671.

Dentre as principais regras, está a obrigatoriedade de emissão de um comprovante de marcação de ponto para o colaborador, seja em formato impresso ou eletrônico.

Ainda, em seu artigo 101, é clara a exigência da adequação do sistema de tratamento de ponto à LGPD, de forma que as empresas estejam em ordem com a legislação. Veja o que ele diz na íntegra:

“Art. 101. O empregador e as empresas envolvidas no tratamento dos dados devem observar as disposições da Lei nº 13.709, de 14 agosto de 2018 – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.”

Todas essas obrigatoriedades esbarram, inevitavelmente, nos custos da empresa com o relógio de ponto. Isso envolve desde o gasto com bobinas de impressão à manutenção cara do relógio caso ele apresente algum problema, sem esquecer de sua falta de mobilidade.

O relógio biométrico, por exigir a tecnologia de reconhecimento, torna a sua manutenção mais cara, sem contar que ela não será feita de um dia para o outro. Ainda, na maioria das vezes, o relógio precisa ser levado até a assistência para reposição de peças. 

Outra desvantagem no uso dos relógios de ponto, estão para as empresas que permitem a modalidade de home office ou tenham funcionários externos. Com um relógio físico e preso a uma parede, o controle de ponto fica limitado. 

A necessidade de sistemas complementares também é uma desvantagem do ponto biométrico, uma vez que para tratamento de dados, a empresa precisa adquirir o relógio e o sistema. 

Com isso, os pontos batidos não podem ser acompanhados em tempo real através desse sistema, pois sua sincronização não é automática. 

Esse tipo de relógio de ponto também possui alguns problemas de logística. Imagine uma empresa em que os funcionários saem todos ao mesmo tempo, certamente, os relógios de ponto sempre irão causar filas enormes. 

Agora, imagine se um colaborador estiver com dificuldade na leitura de sua biometria. Isso atrasaria ainda mais essa fila. 

Essa situação pode ocorrer porque a ponta dos nossos dedos produzem um certo tipo de gordura que pode dificultar o desempenho do leitor biométrico. Com isso, o colaborador precisa posicionar seu dedo de diversas maneiras até conseguir registrar o ponto. 

Além disso, às vezes, a nossa biometria pode simplesmente não funcionar. Existem casos em que a digital da pessoa possui falhas ou está desgastada, tornando quase impossível o scanner conseguir realizar a leitura.

E mesmo que o sistema possibilite o uso de senhas para a marcação do ponto, e nessa situação o colaborador pudesse utilizar essa senha, qual seria a vantagem de comprar um leitor biométrico para garantir a segurança, se for permitida a utilização da senha? 

Com essa permissão, a segurança ficará comprometida. Afinal, a senha pode ser repassada para qualquer outra pessoa. 

Diante de tantos riscos, é comum se questionar como garantir a segurança do controle de ponto e qual é o sistema ideal. Isso nos leva ao próximo tópico.  

Qual o melhor controle de ponto: ponto biométrico, cartográfico ou ponto online

O ponto cartográfico é o mais antigo dos controles de ponto. Ele foi o pioneiro no uso de máquinas e, abriu portas para outras tecnologias. Porém, entre os três tipos de pontos citados nesse tópico, é o menos seguro. 

Isso pois ele imprime os horários do colaborador em um cartão que, depois, precisa ser passado a limpo. Nesse processo, vemos duas falhas de segurança. Fraude nos registros ou erros operacionais.

Acredite, não é incomum nesse tipo de controle fraudes nos registros ou erros na hora de passar os pontos a limpo, e você sabe que um horário errado pode gerar desde um desconto incorreto até uma hora extra desnecessária. Isso não é bom, nem para a empresa nem para o colaborador.

Já o biométrico, não podemos negar que ele traz sim mais segurança em relação aos outros tipos de relógios de ponto. Mas, todas as desvantagens precisam ser analisadas de acordo com a necessidade da sua empresa. Por isso, não podemos considerá-lo um dos melhores para registro de jornada

O ponto online é uma novidade no controle de jornada. Sendo considerado, na verdade, como a revolução do controle de ponto que vem se reinventando a cada dia. 

Como o nome já diz, o ponto online é um sistema de controle de ponto independente que não precisa de um relógio fixo para funcionar. Ele pode ser instalado em dispositivos como computador, celular ou tablet, e pode ser utilizado de qualquer lugar. 

Como vimos mais acima, o controle de ponto digital é o único sistema que possui o reconhecimento facial e o reconhecimento por voz, tornando assim um sistema biométrico muito mais seguro que os anteriores. 

Mas, se você já tem um relógio de ponto biométrico na sua empresa e não quer se desfazer dele, vamos então te ajudar a torná-lo mais seguro.

Relógio de ponto biométrico integração com software

Imagine uma integração entre o seu relógio de ponto biométrico e um ponto online como o  sistema da PontoTel. Será que é possível?

Sim, o sistema da PontoTel consegue fazer integração com diversos relógios de ponto do mercado. Mas, quais as vantagens disso?

Bom, lembra que o REP-C sozinho apenas faz a coleta de ponto e não o tratamento dos dados? Com o Pontotel é diferente, pois ele é um software completo que oferece o tratamento e gestão de ponto.

E se a sua empresa desejar pode realizar a integração do seu relógio com o sistema PontoTel. 

É bem simples, você pode importar o arquivo AFD extraído do relógio com as marcações de ponto bruta ou realizar uma integração automática personalizada. 

Feita essa integração, no sistema Pontotel você pode fazer os apontamentos e o tratamento do ponto de forma simplificada. 

Pode calcular as horas extras automaticamente, verificar as jornadas, calcular adicional noturno, controlar o banco de horas de forma mais fácil e muito mais. 

Além disso, se um dia o seu relógio de ponto quebrar, não se preocupe. Pelo sistema da PontoTel, os seus colaboradores podem registrar o ponto normalmente, com a vantagem de ter todas as informações em tempo real com poucos cliques, sem precisar extrair nenhum dado. 

Ficou curioso para saber sobre a segurança desse sistema? Confira o próximo tópico.

Sistema de controle de ponto biométrico no celular

Você lembra que biometria não é necessariamente a nossa impressão digital? No sistema da PontoTel, isso não é um problema, pois ele oferece reconhecimento facial na marcação de ponto.

Então se você permitir que os seus colaboradores batam o ponto pelo celular, será capturada uma foto deles. Caso a foto seja inconsistente, você terá uma notificação dentro do sistema para verificar a imagem. 

Essa é uma forma de garantir a mobilidade do seu controle de ponto com total segurança. Afinal, ele elimina erros e fraudes. 

Mas isso ainda não é tudo, graças ao sistema de geolocalização sua empresa consegue saber no momento do registro onde o ponto foi batido, e até mesmo realizar o acompanhamento em tempo real das jornadas dos colaboradores.

Com ele, as empresas podem agilizar todo o seu processo de gestão de ponto, além de desfrutar de inúmeros outros benefícios. Veja os principais:

  • Evitar erros com banco de horas; 
  • Eliminar fraudes no registro de ponto; 
  • Ter segurança jurídica; 
  • Agilizar processos de cálculos trabalhistas;
  • Realizar uma gestão inteligente do controle de frequência; 
  • Acessar relatórios em tempo real com dados de faltas, horas extras e atrasos; 
  • Economizar até 80% do tempo no fechamento da folha;
  • Implementar uma tecnologia de ponta customizável para cada empresa.

Temos um convite – Conheça o PontoTel!

Você sabe como o PontoTel surgiu? A ideia inicial do sistema PontoTel era possibilitar o controle da jornada de trabalhadores domésticos. Afinal, ninguém quer ter um relógio de ponto grudado na parede de casa, não é mesmo?

A partir desse pontapé inicial, a empresa se especializou e evoluiu ainda mais, se tornando um software de ponto completo e robusto, com diversas  ferramentas e focado em soluções corporativas para gestão de ponto. 

Hoje, a PontoTel tem como seus principais clientes grandes empresas, inclusive as mais inovadoras em tecnologia e gestão de pessoas. O sistema possui diversas formas de marcação de ponto, mais de 30 tipos de relatórios com indicadores de gestão de pessoas, e diversas outras funcionalidades que otimizam a gestão de ponto de uma empresa.

Afinal, não basta apenas ser móvel, precisa ser completo.  Conheça o PontoTel, agende uma conversa com um especialista!

Conclusão

Quanta coisa para falar sobre o ponto eletrônico biométrico, não é mesmo?

Quando você pensava nesse tipo de ponto, só conseguia imaginar a impressão digital, não é? Mas graças a tecnologia o controle de jornada tem se tornado ainda mais seguro e eficiente. 

Nesse artigo, vimos que sua empresa não precisa gastar muito para ter segurança na marcação de ponto, quais são as vantagens e desvantagens do ponto biométrico através da impressão digital e, os tipos de biometria existentes. 

Caso você vá adquirir um controle de ponto, esperamos ter te ajudado a tomar a decisão, se quiser entender como o PontoTel funciona na prática, agende agora mesmo uma demonstração! 

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima