O que é um plano de sucessão e por que esse planejamento é importante para um negócio?

imagem de um homem usando terno subindo uma escada

A saída de um profissional que desempenha uma função-chave dentro de uma empresa pode comprometer tanto o desenvolvimento quanto os resultados do negócio. Por esse motivo, grande parte dos empreendimentos estão adotando abordagens que auxiliam nesse processo, e uma abordagem muito conhecida é chamada de plano de sucessão.

Esse planejamento é fundamental e engloba uma análise profunda da estrutura organizacional, dessa forma um gestor consegue entender melhor quais são os cargos estratégicos em seu negócio, e também ter uma visão mais ampla dos riscos de perder um profissional que exerça uma função essencial dentro da empresa.

Se você ainda não entende como funciona ou ainda não possui um plano de sucessão como parte das estratégias da sua organização, este conteúdo te ajudará a entender um pouco mais sobre esse assunto, além de mostrar a melhor maneira de colocá-lo em prática na sua empresa.

Aqui abordaremos: 

Aproveite a leitura!

banner como funciona o software de ponto mais completo

O que é um plano de sucessão?

imagem de uma pessoa encostando em um bloco de madeira com uma silhueta desenhada em cima

Para que você entenda o que é um plano de sucessão, é importante primeiro entender o que está por trás desse conceito.

A palavra “sucessor” significa aquele que sucede ou que substitui alguém em cargo ou função. Enquanto o “plano” está diretamente ligado ao ato de planejar algo. 

A maneira como as organizações se preparam para quando seus funcionários transitam entre os diversos cargos que existem em suas instituições, diz muito sobre como elas lidam com esses momentos, que em alguns cargos importantes podem até provocar tensão organizacional.

É exatamente para lidar com esses períodos de transição que existe o plano de sucessão. Ele identifica as posições críticas dentro de uma organização e desenvolve planos de ação para que colaboradores em potencial assumam essas posições, caso seja necessário ao longo dos processos transitórios. 

Qual a diferença entre sucessão e continuidade?

Quando falamos sobre um plano de continuidade de um negócio, estamos tratando sobre a maneira como uma empresa lida com os processos no dia a dia, ou seja, seus passos para que um serviço seja concluído adequadamente.

Esse planejamento se refere à capacidade que a organização possui para manter os sistemas em funcionamento diante de uma parada inesperada, e o modo como ela retoma as atividades após essa interrupção. 

Já o plano de sucessão é voltado para a estrutura organizacional, destinando-se a criar um  fluxo de talentos de sucessores, que sempre manterão a organização funcionando, com pouca ou nenhuma interrupção quando ocorrerem mudanças inevitáveis na equipe de trabalho.

Plano de sucessão é a mesma coisa que planos de cargos e salários?

Apesar de ambos lidarem com o desenvolvimento dos colaboradores dentro da empresa, a resposta é não. Podemos dizer até que plano de sucessão e plano de cargos e salários são totalmente diferentes, isso porque as estratégias de cada planejamento são voltadas para cenários completamente distintos.

Enquanto o desenvolvimento de planejamento de cargos e salários é muito comum para auxiliar na retenção diária de talentos e motivar as equipes a atingirem metas em seu futuro profissional, o plano de sucessão avalia as necessidades de pessoal e cria estratégias para gerenciar lacunas que possam surgir, no que diz respeito a cargos.

Qual o objetivo do plano de sucessão?

O objetivo do plano de sucessão é sempre garantir que a empresa terá profissionais adequados em todos os cargos dentro da organização, mesmo em momentos de crise ou de pedidos de demissão que aconteçam inesperadamente.

Essa abordagem permite pleno funcionamento para os negócios, independente de problemas inesperados, ou mudanças repentinas no quadro de funcionários.

Um plano de sucessão bem feito, se aprofunda no conhecimento interno organizacional, identifica necessidades de lacunas de habilidades para treinamento e investimento no quadro de funcionários

Esse processo ajuda a destacar os talentos e habilidades de todos os profissionais numa empresa, para que em um momento de mudanças a empresa saiba apontar quem é o talento certo para preencher um cargo que esteja vago. 

Por que é importante ter um plano de sucessão?

Quando um funcionário importante decide sair ou se afastar do seu cargo, ele impacta não só o trabalho envolvido na sua função, mas em várias outras atividades dentro do negócio. O processo de realocação pode ser uma tarefa difícil, principalmente em setores com escassez de talentos e falta de habilidades. 

Vamos considerar um exemplo: quando um profissional de cargo mais alto abandona sua função, como um CEO (Chief Executive Officer), é fundamental contar um plano de sucessão, isso porque, esse tipo de plano ajuda a empresa a otimizar o tempo para a substituição do profissional, sem impactar toda a organização.

Empresas que não contam com um plano de sucessão são fortemente impactadas quando um profissional deixa sua função sem avisar, e isso acaba por prejudicar não só um cargo, mas, todo um setor, dependendo da função que a pessoa desempenhava.

Além disso, muitos benefícios são alcançados pelas organizações que possuem o plano de sucessão em suas estratégias, dentre eles: 

  • Economia de custo e tempo: o tempo necessário para encontrar um substituto de um funcionário pode custar produtividade, tempo e dinheiro. Isso pode ser evitado ao contar com a estratégia de sucessão.
  • Valorização dos colaboradores: a gestão de pessoas acompanha melhor o valor dos funcionários para que as posições possam ser preenchidas internamente quando surgirem oportunidades.
  • Funcionários capacitados: o planejamento ajuda a garantir mais funcionários disponíveis com o conjunto de habilidades para substituir os executivos seniores, por exemplo. 

Boa reputação: o plano sucessório permite que uma organização crie uma melhor reputação para a retenção de talentos, isso porque os candidatos passam a observar na empresa a chance de avançar na carreira.

Como implementar um plano de sucessão na empresa?

imagem de um homem e uma mulher sorrindo se cumprimentando

Cada empresa tem seus próprios requisitos de pessoas e necessidades organizacionais. E por esse motivo, cada negócio deve desenvolver o seu próprio processo de plano de sucessão, personalizando-o de acordo com suas necessidades e estratégias. 

As organizações podem perder oportunidades se não puderem comunicar sua visão aos funcionários, nem adotar um plano formal de escolha de profissionais ou ignorar a necessidade de diversificar seus talentos.

Para evitar as consequências da falta de planejamento, e assim manter a sua empresa avançando durante as inevitáveis ​​mudanças que acompanham a administração de um empreendimento, existem algumas etapas básicas que formam a base desse planejamento. 

Confira alguns passos de como elaborar e implementar um plano de sucessão que melhor se alinhe aos objetivos da sua organização.

Comece pela contratação

Apostar num bom processo de contratação pode auxiliar qualquer empresa na conquista e retenção dos melhores talentos, impactando diretamente no presente e futuro do negócio.

Sendo assim, é muito importante alinhar o plano de sucessão ao recrutamento e seleção da empresa, pois isso pode ter reflexos no crescimento da organização.

Após identificar os funcionários como sucessores de funções críticas, é importante observar as principais lacunas das equipes. Isso pode prevenir muitos problemas futuros. 

Realize um mapeamento da empresa e de expectativas

Nem todos os cargos em uma organização precisam fazer parte do plano de sucessão. Portanto, antes de começar a desenvolver o planejamento, é necessário identificar os papéis críticos, entender seus requisitos de habilidades e descobrir se há necessidade de incluí-lo nessa estratégia ou não.

Dessa forma, um plano de sucessão precisa ser bem organizado e ter objetivos claros, isso ajuda a definir a importância de cada cargo, assim como a hierarquia que deve ser seguida num planejamento de sucessão.

Além disso, é fundamental ter a visão de quais profissionais pretendem se aposentar ou desejam ser promovidos. Isso ajuda na realocação de funções em momentos decisivos para o negócio.

Identifique profissionais com potencial para cargos estratégicos

Um dos principais objetivos de um plano de sucessão é identificar possíveis sucessores para cargos críticos da organização. Então, uma vez que você conheça os objetivos do plano de sucessão e tenha a lista de cargos críticos pronta, a próxima etapa é avaliar e filtrar para fazer o recrutamento interno dos seus talentos. 

Descubra se essas pessoas estão prontas para assumir cargos ou funções diferentes das que já exercem, caso haja necessidade. São os funcionários de maior potencial que ajudarão a empresa em momento de necessidade, e precisam estar preparados para isso.

Ofereça treinamentos e desenvolvimento profissional 

Disponibilizar treinamentos auxilia no desenvolvimento de habilidades e conhecimentos essenciais em funções específicas, por isso, é sempre importante observar a necessidade de treinamentos e certificações para colaboradores que não tenham conhecimentos alinhados com as expectativas de seus cargos.

Os treinamentos podem ser exigidos em todos os cargos e departamentos de um negócio, e, esse processo de aprendizagem pode ajudar profissionais e também a organização a sempre se manterem atualizadas.

Além disso, o processo de desenvolvimento pessoal e profissional vai além de capacitar os profissionais para uma função específica, e, acaba destacando a empresa, por oferecer treinamento para os seus colaboradores.

Tenha mais de uma opção para o mesmo cargo 

Alguns dos objetivos mais comuns para o mapeamento da empresa são empenhados para encontrar possíveis sucessores para cargos de alta hierarquia, lideranças de nível médio e cargos gerenciais. 

Também podemos apontar as necessidades futuras de talentos com base nos planos de crescimento e expansão da empresa ou para acompanhar um cenário de mercado em mudança.

Apesar da identificação de profissionais em potencial, alguns cargos exigem habilidades e competências específicas. Por isso, é importante sempre observar mais de um profissional para um cargo, pois, mudanças podem ser necessárias ao longo de processos cotidianos.

Revise periodicamente o plano de sucessão criado

Após finalizar o plano de sucessão, crie o hábito de revisar periodicamente esse material, para verificar se todas as mudanças planejadas ainda são viáveis ​​e podem ser implementadas quando a necessidade surgir.

Além de realizar revisões periódicas, é importante avaliar esse plano toda vez que um talento entrar ou deixar a empresa, pois isso implica em mudanças estruturais em setores ou cargos.

Quais os profissionais precisam estar envolvidos na criação do plano de sucessão empresarial?

imagem de um grupo de pessoas sentado ao redor de uma mesa em um escritório

Quando falamos de plano de sucessão é impossível não citar e envolver o departamento de Recursos Humanos, principal setor que lida com a gestão de pessoas dentro de uma organização. 

Profissionais de RH são os melhores em avaliar pessoas, e lidar com as necessidades humanas, e obviamente isso está diretamente atrelado ao desenvolvimento de uma organização e sua cultura organizacional.

Não podemos esquecer de destacar também o apoio de líderes, gestores e outras partes interessadas de cada departamento, ninguém melhor que eles para citar a dinâmica nas atividades do dia-a-dia e os conhecimentos necessários que cada função exige. Estes profissionais são fundamentais para o sucesso do processo de sucessão. 

Conclusão

No decorrer deste conteúdo aprendemos que o plano de sucessão é uma estratégia que os negócios utilizam quando necessitam mudar funcionários de função em momentos que outros profissionais deixam suas atividades, sem afetar o andamento da empresa.

Essa abordagem é muito utilizada para garantir que os negócios funcionem sem problemas, mesmo depois de perder grandes talentos.

Sabemos que é impossível administrar uma organização sem pessoas talentosas, prontas para assumir posições-chave quando os atuais ocupantes sem. E, mesmo as empresas mais bem-sucedidas podem cair de nível se não tiverem um plano de sucessão sólido.

Podemos observar também os diversos benefícios que um plano de sucessão oferece às equipes que entendam os requisitos do seu negócio. E, que esse tipo de estratégia é primordial para empresas que visam o sucesso, sem empecilhos ao longo dos processos que envolvem a força humana de trabalho.

Agora que você já sabe todas as informações sobre plano de sucessão, é hora de começar a aplicar essa estratégia no seu negócio. E não se esqueça, se gostou deste conteúdo, compartilhe ele em suas redes sociais, para que seus colegas também tenham acesso a essas informações.

banner conheça o aplicativo pontotel
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima