[GUIA] Feedforward: O que é, seus benefícios e como aplicar na sua gestão

imagem de duas pessoas conversando, os dois sentados em poltronas e uma mesa na frente com um computador

O feedback tem se popularizado, ao longo dos anos, como uma ferramenta indispensável de desenvolvimento pessoal e profissional. Mas, hoje em dia, também é possível olhar para o presente e para o futuro a fim de contribuir com a lapidação dos seus funcionários.

E isso é o feedforward — um conceito não muito recente, mas que tem ganhado força nas empresas.

Motivos para isso, inclusive, não faltam. Ao descobrir o que é feedforward, fica mais fácil entender como a sua aplicação vai além do monitoramento de atitudes e comportamentos do passado, e permite uma análise mais aprofundada e preditiva para garantir um desenvolvimento muito mais abrangente e efetivo.

Quer ver só? Ao longo deste post vamos abordar os seguintes assuntos:

Acompanhe-nos nesta leitura e conheça não apenas o significado de feedforward, mas os meios para implementá-lo na sua empresa!

controle jornada home office

O que é feedforward?

Em termos práticos, uma tradução livre do termo “feedforward” significa que os envolvidos mantêm um “olhar direcionado para o futuro”. Para tanto, são analisadas as competências do profissional para que as carências e oportunidades de desenvolvimento ocorram em curto e médio prazo.

Isso serve, de maneira objetiva, para orientar os rumos pelos quais as empresas vão se organizar para lapidar o seu capital humano. Para o RH, por exemplo, pode ser de grande valia no planejamento de treinamentos específicos após a avaliação feita com o feedforward.

Quem inventou essa técnica?

foto do marshall goldsmith que inventou a técnica de feedforward

Agora que sabemos o que significa feedforward, vale a pena resgatar a sua origem. O conceito foi elaborado por Marshall Goldsmith, uma das principais referências em desenvolvimento pessoal no mundo, tendo mais de 30 livros em seu nome e 50 mil executivos como bagagem profissional de seus treinamentos profissionais.

O feedforward, inclusive, fez parte de uma série de trabalhos desenvolvidos pelo coach. Algo que reforça o valor dessa estratégia no ambiente corporativo.

Qual a diferença entre feedback e feedforward?

Falamos de maneira breve, anteriormente, mas é importante reforçar o quanto feedback e feedforward são distintos.

Feedback

O feedback, como o próprio nome sugere,  é um meio de avaliação de um comportamento, pensamento ou atitude que ocorreu no passado.

Dá para citar como exemplo as avaliações de desempenho nas quais um gestor e/ou um especialista de recursos humanos apontam situações dos últimos meses em que o colaborador poderia ou deveria ter agido de forma diferente.

A partir dessa análise passada, um plano de ação é estabelecido para que tais atitudes não ocorram novamente.

Feedforward

Já no feedforward o pensamento no futuro é a meta dos envolvidos. Além disso, o tom é de sugestão, não de cobrança.

Por exemplo: um funcionário tímido e que tem constantes atividades que envolvem o desafio dessa timidez, pode receber a sugestão para trabalhar essa virtude de maneira gradual para que, no futuro, esse comportamento seja menos difícil e com resultados mais positivos.

Ou seja: é uma maneira de apontar fundamentos que podem ser lapidados de maneira gradual a partir de já, mas pensando no quanto isso vai beneficiar o indivíduo (e a empresa também, por que não?) ao longo de sua carreira dali por diante.

Não à toa, cada vez mais as pessoas estão associando o feedforward com o autoconhecimento. É a partir desse valor que as pessoas percebem a necessidade de mudança — mesmo que a sugestão inicial parta de outra pessoa, como um gestor ou um analista de RH.

Por fim, vale mencionar que, independentemente de ser feedback ou feedforward, ambos são muito próximos e o segundo nada mais é do que uma consequência natural do primeiro: por meio da avaliação, a necessidade de transformação é apontada.

Veja abaixo a imagem que diferencia as duas técnicas:

ilustração diferença entre feedback e feedforward

Qual a relação do feedforward com o Coaching?

Coaching, gestão de pessoas e autoconhecimento são termos que se relacionam profundamente. 

Sem falar que o feedforward, como vimos, é uma ferramenta de desenvolvimento individual e coletivo, e que foi idealizada inicialmente por um coach. 

Em um contexto de preparação de líderes, é possível dizer que as ações usadas por coachs e também as estratégias de desenvolvimento pessoal promovida dentro das empresas só têm a causar impactos positivos — individual e coletivamente.

Como funciona o feedforward?

Já vimos o que é feedforward e a tradução do termo de maneira prática no dia a dia.

Mas como funciona o feedforward em si?

A ideia é que o conceito seja aplicado de forma lenta e gradual em uma conversa. Ou seja: a partir de perguntas que contribuam para o autoconhecimento do indivíduo avaliado. Mas não com fatos do passado, exclusivamente, tendo em vista que nesse caso seria um feedback não um feedforward.

Alguns bons exemplos de feedforward que podem ser inseridos em uma avaliação:

  • Você se comunica bem?
  • Você acredita que consegue gerir pessoas?
  • Suas atuais habilidades são suficientes para o cargo que ocupa, atualmente, e que deseja ocupar futuramente?
  • Quais atitudes podem servir para colocar você mais perto dos seus objetivos?
  • Quem pode te auxiliar nessa transição, e de qual maneira?
  • Quais são os benefícios que você espera ao realizar uma mudança de comportamento e atitudes?

É uma excelente forma, então, de fazer as pessoas pensarem mais a respeito de si próprias e, em seguida, potencializarem os esforços para que seus objetivos sejam alcançados de maneira assertiva e com o menor número possível de imprevistos e frustrações.

Quais suas características?

Que tal entendermos o “DNA” do feedforward com base nas suas próprias características?

No geral, esse conceito tem tudo a ver com algumas noções bem específicas:

  • Foco no futuro, como já havíamos destacado, que tem a missão de despertar valores e questões pertinentes para serem replicadas nas atitudes, comportamentos e pensamentos dos indivíduos;
  • Autoconhecimento, fazendo com que as pessoas conheçam seus próprios limites, avaliem seus objetivos e possam alinhá-los às suas próprias características;
  • Estímulo de talentos. Isso permite que as pessoas foquem naquilo que realmente importa para o seu desenvolvimento (pessoal e profissional).

Assim, o que não é tão efetivo e aquilo que é supérfluo pode ser descartado, e as pessoas passam a se concentrar mais em resultados que vão refletir no seu próprio desenvolvimento.

Onde aplicar o feedforward na gestão de pessoas?

Como destacamos, o feedforward é uma conversa. Por meio dela, o colaborador pode entender quem ele realmente é, atualmente, e qual é o seu papel dentro da empresa.

Só que, mais importante do que isso, ele se posiciona dentro de um contexto no qual é necessário avaliar os seus objetivos e o que é esperado em um futuro de curto, médio e longo prazo.

Por isso, essas indagações podem ser destacadas por meio de diferentes maneiras no dia a dia da empresa. 

Uma delas, que já havíamos mencionado, é como o complemento do feedback. Pois com a análise passada também é possível avaliar o que se espera do futuro no desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador.

Outro meio que pode servir positivamente para o desenvolvimento do feedforward é a partir de questionamentos constantes feitos pela liderança de cada departamento.

Afinal, o desenvolvimento pessoal dos seus colaboradores faz parte do trabalho de um líder. E ele não precisa esperar por uma avaliação formal para questionar os seus funcionários e, assim, servir de ponto de orientação para o crescimento deles — e do setor, consequentemente.

Por fim, também dá para trabalhar o feedforward a partir de uma cultura organizacional focada no apoio, suporte e no desenvolvimento pessoal. O auxílio na transformação pode ser um estímulo e tanto que vai gerar mais engajamento, comprometimento no trabalho, motivação e um aumento significativo no clima organizacional da empresa.

Quais as vantagens do feedforward para a empresa?

Por falar em empresa, o feedforward é uma ferramenta de desenvolvimento que traz resultados para a organização, também. É assim, afinal, que o conceito de gestão de pessoas mudou bastante a maneira de lidar com o capital humano.

Veja, então, quais são os pontos positivos que podem ser observados com o feedforward implementado no dia a dia da sua organização:

Conclusão

imagem de dois homens sentados, uma mesa entre eles, notebook xícaras de café e os dois apertando as mãos e sorrindo

Vimos neste post o significado de feedforward, as suas aplicações e os meios de tornar essa estratégia presente na rotina. Trata-se de uma estratégia capaz de antever e minimizar problemas antes mesmo de eles ocorrerem, mas, acima de tudo, mostra o valor do desenvolvimento pessoal.

Com ele, seus profissionais aprendem a crescer por conta própria e a avaliar seus pensamentos e atitudes para que, futuramente, eles estejam alinhados com as suas metas e também com as expectativas da organização.

E se você deseja complementar os conhecimentos aqui vistos sobre feedforward, temos diversos outros artigos sobre gestão de pessoas que podem te ajudar, continue sua visita e leia outros conteúdos!

banner como resolvemos problemas no controle de jornada
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima