Controle de Ponto Alternativo: como ele pode facilitar a rotina do seu RH

Legislação impulsiona o desenvolvimento de novas tecnologias para auxiliar a gestão de pessoas

Controlar a jornada de trabalho dos funcionários de uma empresa pode ser uma tarefa difícil e cansativa que exige tempo e dedicação dos gestores. Essa situação pode ser ainda mais complicada quando o ponto é registrado de forma mecânica ou manual. Isso porquê é necessário muito mais tempo para o tratamento e conferência na hora de fechar a folha.

Embora pareça um pesadelo, o controle de ponto é a melhor forma do empregador garantir a segurança quanto às horas trabalhadas dos colaboradores, por esse motivo, muitos empresários estão optando por soluções inovadores e independentes para realizar o controle da jornada.

As novas tecnologias possibilitaram empresas a realizarem o controle de entrada e saída dos empregados de uma maneira simples e organizada. Sistemas de pontos eletrônicos alternativos, como o do PontoTel, são ferramentas eficientes que por meio de aplicativo permitem o registro de ponto em computadores tablet e celular.

Esse modelo de controle de ponto é a nova aposta do mercado, isso porque as relações trabalhistas estão mais flexíveis, a tendência para o futuro é de que os funcionários trabalhem cada vez mais fora dos escritórios.

Visto que os apps de controle de ponto possibilita também a administração da jornada desses empregados, cada vez mais empresas estão adotando os sistemas alternativos.

Para muitos gestores de RH investir nesse tipo de tecnologia é uma forma de ampliar e contribuir para a eficiência das tarefas do dia a dia, pois permite substituir procedimentos obsoletos por versões atualizadas e garantindo segurança e qualidade para a gestão de pessoal.

Mas afinal qual a vantagem do ponto eletrônico alternativo?

Agilidade: que tal deixar para trás o livro de ponto? O controle de ponto alternativo permite que seus colaboradores registrem o horário de entrada ou saída onde quer que estejam. Chega de registrar o ponto em folhas e planilhas, agora o seu relógio de ponto está bem mais perto do que você imagina, basta um clique na tela do seu dispositivo e pronto, seu colaborador registrou a jornada de trabalho mesmo que esteja longe do escritório.

Gerenciamento de equipes: por meio desse sistema fica fácil realizar a administração e controle da jornada dos colaboradores. Vale ressaltar que além da facilidade esse sistema possui sistemas de segurança que impossibilitam fraudes, levando mais segurança para empregadores e empregados.

Acessibilidade: após o funcionário registrar o ponto, é possível acessá-lo de qualquer lugar. Os relatórios administrativos são outro diferencial, com todos os dados sobre as jornadas dos colaboradores, fica fácil analisar os atrasos faltas e horas extras da sua empresa.

Custos: relógios de ponto eletrônicos tradicionais tendem a ter um alto custo para empresa, não apenas na hora de comprar, mas também com manutenções e gerenciamento. Os sistemas alternativos de relógio de ponto são ideal para quem busca reduzir esses gastos, pois o investimento nesse tipo de equipamento é muito menor.

Como fica a legislação quanto aos sistemas de controle de ponto eletrônico alternativo?

O gerenciamento do controle de ponto dos empregados é uma necessidade de qualquer empresa, independente de seu porte. Pensando nisso, em 2011, o Ministério do Trabalho criou a portaria 373 para regulamentar os sistemas alternativos de controle de jornada. A lei permite que organizações adotem essas ferramentas para marcação de ponto em substituição ao REP, desde que sejam aceitos pelo sindicato da categoria por meio de acordo coletivo.

Por Cheron Moura

Deixe uma resposta